Viajar com filhos de pais separados

Se o pai ou a mãe estiver impossibilitado de assinar o documento, deve ser solicitada uma autorização judicial nas Varas da Infância e da Juventude

Escrito por -

Quando os pais de uma criança são separados, ou até mesmo quando nunca estiveram juntos, é preciso que os responsáveis sejam muito companheiros e trabalhem juntos para a melhor criação possível do herdeiro ou herdeira. Por mais que não seja uma situação incomum, ainda é difícil encontrar dicas específicas para essas situações.

Pensando nisso, reunimos aqui dicas importantes e informações essenciais para você viajar com filhos de maneira mais tranquila.

Preciso de autorização para viagem internacional?

Caso você vá viajar para um destino aqui mesmo no Brasil, a lei não exige nenhum tipo de autorização especial. A única coisa que o pai ou mãe precisará nesse momento é da certidão de nascimento ou carteira de identidade (RG) que comprovem a filiação da criança.

viajar com filhos
Siga a lei para evitar transtornos na hora da viagem (Foto: Ilhéus 24h)

Em viagens internacionais, a questão é mais complicada. Independentemente da modalidade de guarda, a criança só pode sair do país com uma autorização de ambos os pais. A autorização é feita em duas vias, e deverá contar com informações como o local de destino e as datas de ida e volta.

A Polícia Federal Brasileira lançou em 2011 um manual que conta com informações úteis e algumas possibilidades, contando também com um modelo da tal autorização.

Leia mais: O que não pode faltar na mala do bebê?

Viajar com filhos de pais separados

A viagem deve ser bem planejada e seu calendário seguido com rigidez. Caso a criança e responsável não retornem ao país até a data limite, a situação é vista pelo sistema judicial brasileiro como sequestro.

Mesmo que os pais decidam viajar para o mesmo destino com a criança, caso em aviões diferentes, a autorização ainda é exigida pela justiça. Por isso, programe-se com tempo de sobra para evitar surpresas!

viajar com crianças
(Foto: EBC)

Veja também: Quantas pessoas podem ir no banco de trás com a cadeirinha?

Viagem com apenas um dos pais: dicas importantes

Comunicação é a chave principal para qualquer situação, e nesse caso essa verdade torna-se ainda mais essencial. Afinal, enquanto pais ou responsáveis, todos querem o melhor para a criança.

Mesmo que a viagem com os filhos seja dentro do Brasil e não precise de autorização especial, essas conversas e preparações são saudáveis e deixam a outra parte, que não viajará junto, mais tranquila e descansada.

Por isso, planejem-se, combinem reuniões para discutir as melhores saídas, destinos e tenham tudo no papel. Planejar-se nunca faz mal, pelo contrário, é o que uma grande viagem internacional mais pede.

Que esse novo ano traga muita felicidade e viagem para você e seus pequenos curtirem muito!